Pai pega as filhas no flagra com o vizinho pelado Novinha Sapeca

25554 visualizações

2 min

Categoria:

Tag:

25554 visualizações

2 min

Categoria:

Tag:

Pai pega as filhas no flagra com o vizinho pelado Novinha Sapeca

Pai pega as filhas no flagra com o vizinho pelado  Novinha Sapeca

Dei a idéia de irmos para os fundos da casa onde se podia escutar músicas da Legião Urbana que estavam tocando no vizinho e elas gostaram da idéia, e lá ficamos sentados escutando as músicas.

Tenho um primo que eh mt gostoso, meio negro e tem uma rola daora, nós sempre fomos próximos e nos vimos pelados e eu sempre achei a rola dele grande e gostosa e sempre quis chupar. Quando a reencontrei numa viagem a Minas, ela estava com as filhas, mas quando me olhou vi que nunca me esqueceu.

– É só que… O que diabos aconteceu aqui?meu nome é Leo tenho 22 anos e queria contar algumas historias reais q aconteceu comigo e minha irma, tudo começou quando tinha 19 anos e ela 18, eu sou viciado em filmes pornos e adoro tocar bronha vendo os filmes, certo dia na madrugada estava vendo um filme erotico no computador e tocando uma boa bronha minha irma q dorme em quarto diferente q o meu, acorda e me pega no flagra tocando uma bronha…nao tive o q falar e muito sem graça guardei meu pau embaixo do pijama, mas como tava muito duro nao adiantou nada,minha irma foi beber agua e quando voltou perguntou o que eu estava fazendo falei para ela numa boa q tava vendo um filme erotico e tocando uma punheta porque estava muito excitado,ela ficou com vergonha e quis ir embora dormir, mas falei com ela para ficar mais um pouco, ela se sentou do meu lado e continuou vendo o filme, ela estava com um baby dol bem curtinho, pela blusa dava para ver os biquinhos dos seios bem durinhos, eu estava com a coberta em cima do meu colo, mas meu pau estava muito duro, cada cena do filme ela, em q a mulher chupava o cara ela parecia ficar mais excitada, pedi para ela deitar no meu colo para que pudesse ficar mais confortaval, quando ela deitou sentiu meu pau duro, e pensei q ela iria sair na hora, mas ela colocou a mão sob a cabeça e ficou acariciando meu pau, nao aguentei e tirei meu pau do calção e mostrei para ela, ela começou a bater uma punheta bem gostosa pra mim afinal de contas era a primeira vez q agente tava fazendo isso e era a primeira vez q ela ia botar a mao em um pau,mas ela foi e colocou ela falou q nao sabia como se fazia…peguei a minha mao e peguei a mao dela e começou o movimento de sobe e desce, logo aprendeu, ela com akela maozinha pequeninha batendo uma punhetinha bem devagar, ficou batendo akela punhetinha bem devagar…foi quando o filme começou a esquentar e falei para acelerar a mao…nessa hora parecia ate q ela tinha muita experiencia ela comeceu a acelerar certinho e eu vi q logo iria gozar…perguntei se ela queria chupar na hora ela falou q nao com medo e ate com cara de nojo, aceitei na boa e falei q iria gozar…dei a sugestao de irmos no banheiro de empregada para gozar na privada,,,ela foi atras de mim igual uma putinha…chegando la fiz ela sentar na privada nao aguentei e dei ate uma forçada na cabeça dela para chupar mas ela estava com medo…ela so ficou tocando ,avisei q iria gozar para ela acelerar mais a mao ela obedeceu,,,gozei dentro de uma pia e de primeira vista ela nao gostou…mais foi a primeira vez q agente fez uma sacanagem…depois dessa quase todos os dia ela queria dormir no meu quarto, no proximo conto como ela bebeu muita porra… Postar umas fotos dela….

comNa manhã seguinte, indo pro trabalho vejo a loira voltando da padaria e começamos a combinar o fim de semana quando a novinha aparece e me dá um tapa na cara, dizendo que se eu encochar ela de novo no elevador, vai reclamar com o pai.

A garota era sapeca em relação ao assunto e quase tudo parecia ser ambíguo para ela, e devo confessar aqui que isso acabava reforçando meu imaginário, digo reforçando porque antes mesmo de ser safadinha sua aparência já colaborava para eu ter uma singela fantasia erótica com ela, pois Mia era uma verdadeira ninfeta bem magrinha e cheia de curvas, com seios pequenos e uma adiposa bundinha que me fazia pirar quando a rebolava.