Novinha latina pelada no whatsapp

2884 visualizações

42 seg

Categoria:

Tag: , , , , , , , , , , ,

2884 visualizações

42 seg

Categoria:

Tag: , , , , , , , , , , ,

Novinha latina pelada no whatsapp

Novinha latina pelada no whatsapp

Desde quando eu era bem novinha, que comecei a me tocar, nas minhas partes intimas descobrir o que era sentir prazer, ai eu comecei a usar roupas curtas, para me exibir e mostrar todo o meu potencial feminino, deixando os meninos loucos de tesão por mim e foi num final de semana com feriado prolongado, que os meus pais foram viajar e para não ficar sozinha, eu fiquei na casa da minha irmã Mara, que era a irmã do meio, como eu só usava roupas curtas, acabei provocando o seu marido ao ponto de deixa ló doidinho por mim. Ela é toda pequeninha, estilo mignom"Aconteceu na minha nova residência.

Marcela imediatamente tirou o vestido e começou a tirar meus tênis, calças e cueca, caindo de boca no meu pau, que já estava totalmente duro àquela hora. Ela ficou ali alguns minutos e começou a ficar sem grassa e pode ser estranho novamente, mas ela sem graça com isso me exita mais ainda rsrs. Como banco do carro era um pouco apertado eu não tinha visão caso alguém se aproximasse dela por tras.

Ele estava impressionado por nunca ter me visto falando daquele jeito, e ficou me perguntando o que havia acontecido.

E disse que minha pica era deliciosa. Arfando perguntou: -O que você quer? Tenho leite condensado, chocolate Baton e gelatina – conforme ela ia falando ia tirando os doces da geladeira.

Melhor dizendo, toda hora que estávamos sozinhos em casa, ela aproveitava, não se incomodava de ficar pelada na minha frente, aliás, fazia questão de tirar tudo, para me excitar mais depressa.

É no meu ultimo conto nós tinhamos brigado,3 dias depois sônia me liga e resolve falar. Não sei se quero continuar as sessões ! Acho que preciso refletir sobre isso…"Me chama no Whatsapp para conversamos,  tricar experiência 13974040926– Nossa, que boquinha de veludo, sua safada.

"Até que um cara chegou e ofereceu uma bebida pra ela, ela pegou e o cara sentou do lado dela e ficou conversando com ela, enquanto ela bebia, fiquei na água só observando e com o pau a mil, nem conseguia sair da água, então percebi que o cara apontou para um carro que estava na areia, para quem não conhece, nessa praia os carros circulam pela areia, e estacionam também, bom, seguindo com o conto,…"Quando entrei pra universidade tinha 19 anos quase 20, foi aí que conheci Layne, uma morena alta e bonita que logo despertou-me desejos que jamais havia sentido, foi a primeira vez que me apaixonei e por uma mulher, fiquei boba pois até então não sabia que era lesbica, mas também não sentia tesão por homens.