Minha vizinha "moreninha"

1489 visualizações

1 min 12 seg

Categoria:

Tag: , , , , , , , ,

1489 visualizações

1 min 12 seg

Categoria:

Tag: , , , , , , , ,

Minha vizinha "moreninha"

Minha vizinha "moreninha"

Desavergonhada, sem qualquer cuidado – afinal, o barulho poderia me acordar – ela gozava e dizia coisas que mesmo estando bem pertinho deles eu não conseguia entender.

Sempre notei os olhares que ele lançava quando minha mulher ficava a tomar sol na piscina, sempre dava um jeito de realizar alguma tarefa por perto apenas para apreciá-la e comê-la com os olhos. Tomei cuidado para que ela não sentisse dor, mas, envolvida pelo tesão ela nem estava preocupada com isto, e me implorava que metesse tudo de uma só vez, que queria se sentir rasgada ao meio, o que fiz, e ela soltou um grito abafado pela boca da Kelly, reclamando da grossura da minha pica, fechou os olhos amou as estocadas lentas que dei em sua bunda zero quilometro.

No caso, estava molhada em todos os sentidos e queria mesmo era que ele me olhasse, me agarrasse e me fudesse. Aos poucos, fui forçando com o dedo pra dentro, raspando seu cuzinho.

Quanto mais eu me tocava olhando a revista mais excitada ficava e esquecendo totalmente que estava ali na sala de espera da oficina.

Tinhamos planejado ir à praia, mas naquela situação, nem pensar.

Não me veio a mente nenhuma amiga com filhos homens e jovens que eu tivesse confiança suficiente pra me abrir e sugerir algo. Este conto é real, porém vou utilizar nomes fictícios para manter em sigilo a identidade das pessoas envolvidas nele.

Fernando o viadinho menor apaixonou-se pelo picudo do peão da fazenda vizinha, Raimundo era a paixão e o fogo de Bené um não podia ver o outro, a porra pegava, eu não escolhi queria Bené, depois O Padre, depois os 4 peões só pra mim e vejam só o que sobrou; meu tio foi se apaixonar pelas minhas pregas pior vivia implorando para me comer em qualquer lugar, não se importava queria chupar lingua em qualquer lugar passava a mão tive que usar o plano B comi o viado veio fui obrigado, sapequei a pica no rabo dele gravei e ameacei divulgar.