Mi esposa Chilena con un amigo

1 min 7 seg

Categoria:

Tag:

visualizações

1 min 7 seg

Categoria:

Tag:

Mi esposa Chilena con un amigo

Mi esposa Chilena con un amigo

Era grande, não muito grosso nem muito fino, na medida certa, e eu chupava aquilo loucamente, ele só puxava meu cabelo e me chamava de puta, dizia que eu era a patinha dele, e que ele iria me comer sempre. Ela tem um amigo chamado Tiago que conheceu em um curso que ela fez uns anos atrás, tem dias que os dois ficam conversando até altas horas, eles foram ficando íntimos e trocavam fotos picantes, um dia quando estávamos transando ela me confessou que estava louca pra fuder com ele, que queria muito dar pra ele, e que como eu era seu corninho eu também queria. Em uma tarde comum no trabalho pego meu celular e vejo 6 chamadas perdidas (tava no silencioso), todas uma menina chamada Marcela, alguém com quem eu ficava em 2014, mas que começou a namorar com outro cara porque eu não queria nada sério.

Depois fizemos um papai e mamãe bem gostoso. ""aquela lascivia entre minha esposa e esse colega de serviço se alastrara de uma maneira surpreendente,durante toda semana ela se vestia para trabalhar como se fosse uma puta gostosa de luxo o decote era iminente passava o dia inteiro nano quintal tomando sol e deixando a marquinha bem forte em sua pele que de branca ficou bronzeada,eu sentia um misto de tesao e medo ao mesmo tempo ciumes tambem ficava imaginando o que ele iria fazer com ela e quando dava por mim meu cacete estava enorme e duro com cimento.

Estava precisando de uma boa ducha.

Assim fiquei, então comecei a ajeitar o cabelo dela, o que a deixava tímida, deixando suas bochechinhas vermelhas e desviasse o olhar, essa atitude de menininha me deixava louco, queria pular em cima dela naquele momento, mas me contive.

Eu ainda estava com o pau dentro dele. Começo, então, a fazer movimentos circulares no seu clitóris, ela involuntariamente abre suas pernas, fico em movimentos ritmados, sem diminuir ou aumentar, fico a masturbando, ela apenas parta seus olhos, de boca aberta, fazendo expressões como se tivesse dor, mas não, estava próximo de um orgasmo. Ela sorriu pra mim e disse que queria descansar um pouco pra gente continuar. Nos excitamos demais e trepamos feito loucos.