Metendo no quintal de casa

1347 visualizações

2 min

Categoria:

Tag: , , ,

1347 visualizações

2 min

Categoria:

Tag: , , ,

Metendo no quintal de casa

Metendo no quintal de casa

A partir daí comecei a trata-la como uma cadelinha e fui metendo que nem um louco vendo minha pica afundando dentro daquela ninfetinha que gemia, chorava, se contorcia, pedia mais e mais, e, numa rebolada mais forte ela soltou seu corpinho enquanto dava um gemido trêmulo, foi a primeira gozada de sua vida! July boquiaberta disse que queria também, então dei um longo beijo na boca de Andressa ( que estava extasiada) e puxei July para cima de mim para ensina-la a cavalgar.

Quando o joguinho recomeçou a safadeza voltou ainda mais intensa…meu sogro estava bem tarado…ele me encoxava sem pudor…e eu por mais que tentasse não conseguia disfarçar o tesão.

Já era madrugada quando, comecei a dançar com ela, Black, música bem sensual, Aline se esfregava em mim, e eu nela, estávamos praticamente sozinhos no quintal, então fomos mais ousados, dificilmente pegava na minha prima, apenas pra abraços despretensiosos. Nossos corpos se encaixavam perfeitamente e ficava cada segundo melhor estar com aquela morena linda.

Nossa naquele momento fiquei com tanta vergonha q meu padrasto percebeu que tinha algo errado foi quando pedi para ele esperar pois tinha q tirar o meu carro para meu cunhado sair.

Quando ela respirou fundo e me chamou para acompanha-la ao banheiro (cara meu coração foi parar na boca kkk), quando ela entrou no box do banheiro eu encostei na pia e fiquei flutuando kkkkk, quando a porta se abre e ela me chama pra ajudar com a sai (aaaah cara isso foi golpe baixo e certeiro kkkk) já falei pra ela assim eu não aguento.

Vindo pela rua, vinha Caio que chegando cumprimentou a todos e perguntou:""O que eu vou narrar aqui eu não teria coragem de contar a ninguém ao vivo. Nú, ensaboado, com um homem beijando meu pescoço enquanto pincelava meu rego com um membro que aparecia pela minha frente quando passava pelas minhas bolas.

Depois do café o Jorge me perguntou onde seria o reparo, e eu fiquei sem graça e disse para ele ver o piso em volta da dispensa que ele tinha concertado, fomos os três olhar e assim que chegamos Jorge já encostou por tras de mim, senti seu pau já duro debaixo do calçaõ dele, fiquei sem graça e antes de eu falar qualquer coisa ele disse, relaxa patrão, o Paulinho é meu primo e tava doido pra lhe conhecer quando lhe contei oque fizemos aqui… O rapaz veio sorrindo pro meu lado e logo me vi imprensado entre aqueles dois machos famintos.