Metendo na Buceta da Cunhada

Metendo na Buceta da Cunhada

Metendo na Buceta da Cunhada

eu comecei a perceber que eu estava é gostando de observa-lo, sabe, me sentia diferente, já sem querer olhava para ele admirando as belas formas de seu corpo, já que ele é bem atlético, ama futebol, e tem umas pernas grossas lindas.

Mas a surpresa seria no final do dia.

– Você está com a buceta molhadinha pra mim Giulia ? Abri essas perninhas pra mim minha putinha.

Desci cerca de uma hora e meia mais cedo para poder lanchar, assistir um pouco de tv na sala dos ‘ funcionários ‘ e depois começar a jornada. Eu morava em outra casa, mas no mesmo terreno, mas meu marido resolveu fazer uma reforma na nossa casa e devido ás obras, ficamos num quarto que estava desocupado na casa dos meus sogros, onde também moravam minha cunhada e o Rodrigo,então tínhamos muito contato. De repente ele para se afasta. Logo na porta, fui medido da cabeça aos pés. Ele se levantou e me cobriu e voltou pra cama dele… Me descobri denovo pois estava com muito calor… Então ele se levantou e parou do lado da minha cama e disse que não estava se aguentando virei e olhei pra ele sem saber o que falar… Ele simplesmente me beijou e eu fiquei sem reação… Continuou me beijando e o calor que eu estava sentindo apenas triplicou… Começamos a no beijar com mais intensidade.

Os dois saíram do carro e ficaram em uma posição em que podia vê-los perfeitamente.

Ela foi se deitar na cama de casal dela e eu fui para o meu quarto… Mas a tempestade não passava e então ela me chamou para ir deitar-me com ela, alegando que assim teria menos medo.

Como de costume, em todos carnavais viajo. Sim, no quarto da mãe dela havia uma hidro e, de vez em quando, ela ficava algumas horas lá, se deliciando. Tirei o resto do meu biquíni e ele colocou o pau na minha bucetinha ali na piscina mesmo, metendo em mim sempre com força e bem rápido, sem dó, acabou gozando.