GALEGA SAFADA DANDO PRA UM E DEIXANDO O AMIGO FILMAR

5686 visualizações

3 min

Categoria:

Tag:

5686 visualizações

3 min

Categoria:

Tag:

GALEGA SAFADA DANDO PRA UM E DEIXANDO O AMIGO FILMAR

GALEGA SAFADA DANDO PRA UM E DEIXANDO O AMIGO FILMAR

Era muita humilhação para mim, eu não resisti e comecei a chorar, e me virei de costas para ele me apoiei na pia da cozinha e comecei a chorar, ele se aproximou de mim, e com a boca perto do meu ouvido disse “ME DESCULPE MAMAE, É QUE ACHO A SENHORA MUITO BONITA E GOSTOSA, E SOMANDO AS COISAS QUE A VOVÓ DIZ, ACHEI QUE A SENHORA ERA VERDADEIRAMENTE UMA NIFOMANIACA”, e ele foi se aproximando de mim, e senti seu membro totalmente duro, ainda dentro da cueca, e nada disse continuei chorando, ele me abraçou pela cintura, e ficou se esfregando em mim, eu estava super magoada, e continuava a chorar, ele então começou a beijar-me a nuca, e me afastei dele e fui saindo ele me puxou pelos braços e me abraçou de frente e tentou me beijar de língua, virei meu rosto, mas ele era mais forte, e me agarrava com força, e procurava a minha boca, e eu ainda resistia, ele então me empurrou na parede, e me prendia com seus braços, e passava aquela língua molhada e quente em meu pescoço, eu começava a me excitar novamente, e fui me deixando seduzir, ele procurou novamente a minha boca, e eu não agüentei, e o beijei loucamente, e sentia aquela língua gostosa dele, ele então enfiou a mão por baixo de minha camisola e começou a passar a mão em minha calcinha, ele a afastou de lado, e começou a passar um dedo em meu grelinho, e eu comecei a gemer, notando que eu estava gostando ele disse, “ESTÁ GOSTANDO MAMAEZINHA”, e passou a enfiar um dedo dentro de mim, e eu gemia ainda mais, então ele começou a me beijar de língua, um beijo muito quente, e pegou o seu membro, e guiou-o até a minha xana, e com a outra mão levantava a minha perna para que eu a colocasse em volta do seu corpo, e foi enfiando seu membro dentro de mim, aquele membro quente e totalmente duro, ia me invadindo, eu gemia muito, há tempos que não conhecia alguém tão viril quanto ele, o meu próprio filho. Sentindo-se invadida pelo cacete do amigo, Patrícia começou a se mexer sobre ele cavalgando-o. Falei ainda mais, falei que queria vê-la dando pra outro. Coloquei-a deitada de frente pra mim e fui subindo a beijando todinha, a safada gemia bem baixinho para não acordar ninguém, até que colei minha boca com a dela e fui penetrando bem devagar, Julia fui rebolando facilitando a entrada, logo que entrou a cabeça ela pediu pra ir com calma, fui enfiando centímetro por centímetro para sentir toda aquela delicia. Anderson tinha mania de filmar nossas sacanagens e deixava sempre o celular em cima do criado-mudo ligado filmando tudo para depois ficarmos vendo e curtindo aquela sacanagem e zoar um com o outro.