Foda amadora puta tarada faz putaria com paciênte de nova friburgo – rj

Foda amadora puta tarada faz putaria com paciênte de nova friburgo – rj

Foda amadora puta tarada faz putaria com paciênte de nova friburgo – rj

Quer medir? Eu fui e medi admirado! Disse, 23 CM de pura gostosura! Afinal, nunca tinha visto tão grande!Então, aquela deusa me disse, quero dar o rabinho pra você gostosão! E eu fui, ela se deitou de quatro e falou, soca forte que eu gosto! Eu comecei devagar, mas ela falou, mete mais que eu aguento, você me deixou com muito tesão, sua chupeta é deliciosa! E eu soquei forte e rápido, ela gemia! Trocamos de posição, ela cavalgou, e urrava, pica gostosa, estou louca de tesão! E eu comi muito ela, pois após a primeira gozada, consegui me controlar melhor!Depois de uns 20 minutos anunciei o gozo e ela disse: quero tomar banho de porra! Eu prontamente obedeci e gozei volumosamente em seu rostinho lindo!Ela me pediu para comer meu cuzinho! Eu disse que não estava pronto e que ela era muito dotada! Ela não gostou muito, mas falou: Agora, que nos demos bem, você pode me ligar e voltar quando quiser! Então vou ser paciente.

[FIM]"– Você não vai se importar com isso não é?"Bem , depois que comi a minha cunhada na casa e cama dela , saímos várias vezes e até hoje damos uma de vez em quanto , certa vez eu ia a Nova Friburgo a Trabalho , liguei para ela e perguntei se ela queria ir comigo para fazer companhia e claro ” METER TB ” ,ela nem pensou muito e aceitou , era uma quinta-feira no verão aqui do Rio de Janeiro , peguei ela em casa as 7:00 hs , fomos então para Friburgo , na estrada ela já começou a dar uns beijos em meu pescoço e dizer que queria chupar uma coisa carnuda , com um sorriso safado abriu meu zíper , tive que tirar o cinto de segurança para ela ficar a vontade , estávamos na estrada entre Parada Modelo e Cachoeira de Macacu , ela botou a minha pica para fora e começou a mamar a pica com um movimento bem devagar , eu tive que diminuir a velocidade , quando vi uma estrada de terra que ia parar em uma espécie de lago , parecia deserto o lugar , parei o carro em baixo de uma árvore , e fomos para o banco de trás , ela estava cheia de tezão e eu idem. Sou casado, tenho hoje 42 anos e sempre gostei de muita putaria.

Foi aí que a história começou a ficar boa, eu descobri que ela além de gostosa era uma tarada, levei ela para o meu quarto e já fui tirando a parte de cima de sua roupa.