Flagra amador real brasileiro novinha nua adora uma vara colega da escola bem da vila embratel – sp

3570 visualizações

2 min

Categoria:

Tag:

3570 visualizações

2 min

Categoria:

Tag:

Flagra amador real brasileiro novinha nua adora uma vara colega da escola bem da vila embratel – sp

Flagra amador real brasileiro novinha nua adora uma vara colega da escola bem da vila embratel – sp

acabei passando na frente de um casa de um colega, resolvi fazer uma visita a ele. A penetração foi um pouco difícil, a menina é apertadinha e meu pintão um pouco…problemático para novinhas.

E se alguém contasse? E se começassem a me zoar na escola?Tava tão concentrado nisso que nem percebi ele chegando, parando do meu lado, passando a mão no meu braço. Oi meu nome e amanda tenho 25 anos, sou loira dos olhos claros tenho peitos medios um bum bum bem redondinho e macio, q minha amiga tanto adorava. Ele queria que fizesse um filme erótico amador, onde ele seria o diretor e câmera, e eu seria sua atriz principal.

Ele é o cara mais gostoso que eu já vi! Só de ver ele eu fiquei molhada no meio do lugar!!!Para a minha sorte, meu jeito brasileiro, 1,77 de altura, minha bunda grande e meu cabelo cacheado chamavam a atenção no meio de tanta mulher loira, magra e sem graça. Eu perguntei o motivo de ele dizer isso, e ele disse que ele tava louquinho por mim, que queria foder comigo, que desde a primeira vez que me viu ele não consegue esquecer o meu jeitinho e nem o meu perfume, eu argumentei com ele dizendo que não podia rolar nada até porque ele era casado tinha até filhos, e ele me pegou nos braços fortes e quentes dele e perguntou se eu não queria nada nada com ele, ele me prometeu que se eu jurasse que não desejava foder com ele ele me soltaria, e eu não poderia mentir pra ele nem pra eu mesma, então fiquei quietinha enquanto sentia a respiração daquele negro, do sorriso envolvente e do olhar que deixa qualquer mulher com o psicológico abalado, então ele me pôs contra a parede, e me beijou a boca, eu fechei os olhos e me entreguei totalmente, não poderia nem me dar o desfrute de pedir pra parar de interromper por medo de meu papai ou minha mamãe nos pegarem no flagra, estava tão bom aquele clima de escondido é mais gostoso, logo ele parou o beijo e foi descendo a mão, pela minha barriguinha até chegar ao meu capozinho de fusca, que estava repartido no meio pela calça leggin, ele começou a esfregar o dedo do meio da mão dele no vão que a calça fazia na minha xaninha, começou a me masturbar por cima da calça e logo deu pra ele sentir o tecido úmido, ele cheirou o dedo e sorriu, eu fiquei constrangida por ele ver que eu estava molhadinha, mas como não ficar se eu morria de tesão por ele e ele tava tocando uma siririca gostosinha pra mim.