Esposa Em Dupla Penetração Com Amante E O Corno

visualizações

65 seg

Categoria:

Tag: , , , , , , , , , ,

Esposa Em Dupla Penetração Com Amante E O Corno

Esposa Em Dupla Penetração Com Amante E O Corno

Enquanto eu procurava o orifício do ânus para orientar a penetração do pênis, ela retesou-se rapidamente e avisou: “Raphael, meu bem, não se zangue, mas aí, nesse lugar, ainda é tabu para mim. Eu estava no primeiro semestre e ela fazia dp comigo, de duas matérias, então nós víamos praticamente uns 3 dias da semana, sempre tive muita vontade de fazer amizade com a Lorena, mas me faltava coragem, até que um dia eu pedi para fazer uma prova em dupla com ela, e ela aceitou, ficamos amigas e trocávamos muitas mensagens no WhatsApp, infelizmente ela era hetero, mas felizmente era uma hetero curiosa, um dia no WhatsApp entramos no assunto de opção sexual, eu disse que era homossexual e ela disse que era hetero mas tinha vontade de experimentar, o que me deu a liberdade de dizer “Lorena, eu te acho linda, seria uma honra se voce aceitasse sair comigo não só como amigas” e para minha surpresa ela aceitou, combinei de leva-la a um pub na Augusta, comemos e nos divertimos, até que no final da noite nos beijamos, foi ardente, foi intenso e com muita vontade de ambas as partes, naquele ponto eu já estava super excitada então perguntei para ela se ela gostaria de ir a um motel comigo, ela aceitou, chegamos já arrasando, parecia que Lorena foi prepara para transar comigo, sua lingerie era impecável, ela começou beijando meu pescoço e eu acariciando seus seios, ela gemia muito como se nunca tivesse tido tanto prazer, a joguei na cama e desci até chegar em sua vagina, chutei como se não houvesse amanhã e ela gozou muito em minha boca, e ela sem descansar me virou e me comeu de quatro, ela metia sem dó 2 dedos, 3 dedos, 4 dedos, metia rápido e com força, não aguentei, gozei na mão dela, nunca senti tanta tesao assim, meu grelo nunca latejou tanto, que mulher, eu e Lorena ainda transamos casualmente, conto outras transas deliciosas que tivemos nos próximos contos.

Lia os comentários dos contos e ficava mais espantada ainda, porque eram leitores homens que admiravam os cornos dos contos e diziam de sua vontade de também serem cornos. Após alguns dias separados eu e o meu amante reatamos e decidimos matar a saudade ele me levou á uma casa de praia e enquanto ele dirigia eu chupava seu pau, chegando na casa coloquei o biquíni e ficamos na beira da piscina tomando um vinho e conversando sobre algumas fantasias que um dia iremos realizar, entre uma conversa e outra minha buceta ja estava toda babada e ele pegou uma pedra de gelo colocou na boca e começou a me chupar, ahh! Foi uma sensação maravilhosa a combinação da língua quente com a pedra gelada, e não sei o que me deixava mais excitada se era aquela deliciosa chupada com mistura quente e fria ou se era o medo de ser vista pelo segurança que passava á todo instante em frente a casa. Então ele a pegou pela cintura ponde ela de 4 no sofá arrancou sua calcinha de vez e chupou mais um pouco sua bucetinha, ela por sua vez rebolava na sua língua, ele se levantou segurou minha esposa pela cintura e bem devagar apontou aquela jeba, na entrada da bucetinha dela, e começou a enfiar bem devagar, centímetro por centímetro, arrancando espasmos do corpo dela, quando chegou no fim ela pode sentir que encostara no útero, tamanho era o pau de Júlio.