Enchendo a cara da branquinha de porra

4491 visualizações

2 min

Categoria:

Tag: , ,

4491 visualizações

2 min

Categoria:

Tag: , ,

Enchendo a cara da branquinha de porra

Enchendo a cara da branquinha de porra

Chupei tanto com tanta vontade que quase o fiz vir. Todo sem jeito, balbuciou algumas palavras sobre meus seios. Abri a boca pra ele terminar de gozar dentro e senti então os jatos de porra batendo na minha língua, lábios, enchendo minha boca de gozo. Ainda sorrindo foi tirando enquanto sugava forte até somente seus lábios estarem tocando a pontinha e então desceu devorando metade dele, subiu deixando só a cabeça dentro da boca e desceu de uma vez só engolindo até a base, segurou um pouco, subiu sugando muito forte até o tirar da boca.

É do primeiro dia que eu senti o ápice do razer sozinha no meu banheiro.

apenas deu um sorrisinho, e quando menos esperava Mr.

Estava especialmente atraente, sensual e muito animada.

Era um pouco difícil, mas a garota conseguia se equilibrar e quicar ao mesmo tempo.

"Quando ele chegou apenas admirou aquele rabo, aquelas coxas e deitou do lado já roçando naquele rabo, ela meche jogando a bunda pra ele. Ela – simmm simmmmm, maissssO nome do menino é bernardo e a irmã dele se chama “renata” (ficticio), cabelos morenos lisos , e pele branquinha , ela era novinha , entao o corpinho"O QUE VOU RELATAR AGORA É UM FATO VERÍDICO E ATÉ HOJE ACONTECE, ME CHAMO D…TENHO 43 ANOS SOU CLARO, 1,80 ALT, NÃO ME ACHO UM HOMEM BONITO, MAS DIZEM QUE SOU SEDUTOR. Meu pau pulava sozinho e eu sentia minha porra fervendo nas bolas do saco. Ele então me olhou da mesma forma que tinha feito na noite anterior e pediu: “-Dá pra mim? Senta no meu pau?”. Roberta chegou à virilha de Valéria e com a ponta da língua, devagar, passeava por esta chegando perto de sua buceta. Ia todo mês saber se as encomendas haviam chegado, se estava tudo certo, se a Clarissa queria fazer novas encomendas. Sobrava muito pouco tempo para eles brincarem.

E ela percebeu, é claro, que meu comportamento não estava normal.

Eu tremia, perdi completamente o domínio sobre o meu corpo e fui tomando por espasmos convulsivos quando ele pegou aquela coisa imensa e foi logo tentando encaixar a cabeça na entrada da minha boceta. Então quando saía do trabalho, as 17h, ficava direto no cursinho, estudando, fazendo exercícios e coisas afins.