Corno libera esposa e ainda filma a putaria

visualizações

54 seg

Categoria:

Tag: , , , , , , , , ,

Corno libera esposa e ainda filma a putaria

Corno libera esposa e ainda filma a putaria

– Achas que consegue satisfazê-la, rapaz?– Posso até não conseguir, mas morrerei tentando. Falou para não estranhar o carro estacionado na garagem, pois teve que alugar um, porque o dele havia dado problema e estava na oficina. No mais, descrevi exatamente como ela me disse. Nem vi a hora que comecei a me tocar!"Tenho 35 anos e sou casada há anos com o Flávio.

Eles sempre conversando e falando de putaria, sacanagem e desejos, acenderam o estopim que falta. Cheguei de noite e discretamente fui ver as filmagens. – A cena ainda não está completa. Meg já estava com a mão em meu pau, apertando-o, excitada com o que via. Gostaram? Vote, comente!O irmão de minha esposa vem quase sempre para minha casa de praia pois é uma casa grande e eles são bem vindos. "Minha vizinha é uma tentação, seu nome é Jéssica, morena dos cabelos pretos. Vimo-nos em um bar, estrategicamente afastado do centro da cidade vizinha. Primeiro devagar, depois alternava entre lambidas rápidas e médias. Perguntei se a amiga não iria se importar e ele prontamente disse que não, que ela já devia estar acostumada com esse tipo de coisa.

No domingo, há 2 semanas atrás, fiquei cuidando da minha irmã para minha mãe ir na igreja, quando ela chegou de lá, me pediu para olhar só mais um pouco para ela jantar e eu estaria liberado, meu sono vem cedo. Fiquei de pé, Mauro levantou meu vestido me pedindo que sentassse na sua cara.

Como eu tinha dito no conto anterior, havia entrado um menino novo na minha sala no final do ano letivo que me deixava doida que fiquei com uma certa atração,ai tivemos que fazer um trabalho juntos ai acabou rolando a treta….

Ele se tornou num macho enfemeado que me dominou como poucos. "Ele já não protestava, apenas me beijava, tomando o controle dos meus lábios.

-To fudendo por que tu é corno, porque não tem pica pra abrir o cu dessa puta do jeito que eu abro.