Bunduda cavala cavalgando no penis de Borracha

Bunduda cavala cavalgando no penis de Borracha

Bunduda cavala cavalgando no penis de Borracha

E terminamos com ela me cavalgando, pulando freneticamente, gemendo sem parar e finalmente gozando. Eu e Mauro temos um casamento que pra mim é perfeito. Inclusive adquirindo vários brinquedos sexuais e o mais recente é um strapon, pênis de silicone com cinta para os navegantes.

Com o tempo descobri uma prática chamada anal gape que me encanta até hoje, acho lindo aquelas atrizes, as vezes tão pequenas, com rolas enormes, grossas, compridas e duras que visivelmente arregaçam uma pessoa por dentro transando violentamente, e delirando. Minha tia tem 40 anos mas ninguém diz que ela tem essa idade porque ela está bastante em forma, fora isso ela também tem peitos enormes com 450 ml de silicone em cada lado, é branquinha, magrinha e bunduda. Quando de repente ouvi um tiro que passou por mim, em seguida mais um, e mais outro tiro.

Fui para o quarto tirei minha roupa e voltei para a sala, o Davi ficou sem acreditar, fui vem devagar pra cima dele comecei a beija-lo e tirar sua camisa sentada no colo dele é sentindo um volume enorme na calça, e ele começou a mamar nos meus peitões e falando que sabia que eu era uma vadia e que era louco pra me foder, aí é que eu fiquei molhada, ele então mandou eu tirar a calça dele e assim fiz tirei a calça e quando tirei a cueca vi aquela picona preta linda e não pensei duas vezes e comecei a mamar, tentava colocar tudo dentro da boca e não conseguia rsrs, depois ele mandou eu me deitar no sofá e eu obedecendo meu macho assim fiz e ele começou a me chupar do pescoço e foi descendo até chegar na minha xota, AAAAIN fui ao delírio e aí ele falou vai vadia que agora vou te foder fica de 4 e eu sem saber como aguentaria aquela tora, com um pouco de medo eu fiquei então ele colocou o cabeção e começou a empurrar, eu nunca tinha sentido aquilo com o meu marido e o Davi começou a empurrar e eu a gemer, como tava bêbada nem ligava para os vizinhos e aquele negão gostoso me fodendo, não sei nem quantas vezes eu gozei e ele metendo, trocamos de posição algumas vezes até ele dizer que iria gosar e que seria na minha boca, eu fiquei de joelhos comecei a chupar e logo veio aquele jato de gala e eu engolindo, acabou que caiu um pouco fora, colocamos nossas roupas e voltamos pra festa, lá chegando meu marido veio perguntar pela demora então o beijei e falei: ESTAVA REALIZANDO SUA FANTASIA MEU CORNINHO e beijei em sua boca ainda com gosto de gala na boca.

Bom hoje será meu dia, espantei os cães, peguei a cadela levei pro banheiro e dei um banho caprichado, e enquanto lavava fiquei massageando a xana dela, que nessa hora só faltava rebolar, enxuguei-a bem e deixei ela deitada no tapete e fui tomar banho. Pedro em arrombando por trás, enquanto Sérgio enfiava um cacete com força na minha boca.

Eu ainda estava estupefato com que via, não conseguia nem sair do lugar. – isso é pq vc sempre dá uma cagada no meu pinto de borracha já tive até que jogar ele fora.

Bom quando o taxi estacionou em frente aquela casa a qual vivi um dos melhores momentos da minha vida, ” minha infância”. Nas primeiras páginas, o que tinha era uma loira cavala bem deliciosa em poses que me deixavam de pau duro toda vez que abria aquela revista. Naquele momento me senti uma puta, mas uma puta de luxo.