Advogada Safada Dando O Cuzinho No Escritório

4 min

Categoria:

Tag:

visualizações

4 min

Categoria:

Tag:

Advogada Safada Dando O Cuzinho No Escritório

Advogada Safada Dando O Cuzinho No Escritório

Dá o cuzinho para ele amor….

Dava pra notar que ela era alguns anos mais velha que eu, descobri que ela curtia mesmo era homens e tinha acabado de se formar advogada.

"-Safada…Você gosta de abusar,né?– Moça?Moça?Moça?Você está bem?Eu não te vi, eu nunca quis te atropelar e você apareceu do nada!Por favor fala que você está bem!Por favor fala alguma coisa!"Eu sou uma garota bonita, com cabelos loiros, 1,65, seios pequenos, mas gostosos. Enfim ficamos os dois a sós em casa, depois que meu marido foi pro escritório.

No escuro não dava para ver muita coisa, mas tinha uma luz fraca vindo da rua pelas frestas da janela, era possível ver a cabeça brilhando e aquela coisa toda latejando rápido. Com isso Marianna sempre frequentava minha casa, apesar dela ser linda e gostosa, eu não sou louco de dar em cima dela…""Oi meu nome é Gabriela, vim aqui de novo contar outro conto… Esqueci daquele garoto que só prestou para transar comigo, bom encontrei outro…Ele se chama Felipe, é loiro, olhos castanhos não tanto, até que são castanho claro os olhos dele… Ele é um pouco mais alto que eu, bom eu e ele nos conhecemos pessoalmente, eu estava andando e ele esbarrou em mim (sou estressada, quase chinguei ele, mas na hora sua aparência me calou. E foi numa sexta-feira que meu desejo começou a acontecer, um dia frio e chuvoso ela chegou toda cheirosa pra usar internet, me deu um abraço bem demorado e como de costume, beijei seu rosto e seu pescoço cheiroso, segurando na sua cintura, eu sabia que ela adorava isso, pois ela sempre encostava seus peitinhos durinhos em mim e as vezes sentava no meu colo e percebia que meu pau ficava duro embaixo dela, mais eu nunca tinha tentado nada, tinha medo do que poderia acontecer… más nesse dia tudo conspirava em meu favor, ela estava linda, com um vestido curtinho, sentou e ficou no pc ate umas 10h da noite, depois disso coloquei um filme pra gente assistir, ela veio e deitou do meu lado, como tava frio, ela entrou embaixo do meu cobertor e colocou a cabeça no meu ombro, fiquei excitado, mas disfarcei, depois de algum tempo, a gente já estava mais à vontade, minha mão já estava passeando pela suas pernas, mais ela sempre dava um jeito de tirar, lá pela metado do filme, percebi que ela estava adormecendo, perguntei se ela tava com sono e ela falou que sim, mais que era por causa dos esforço na aula de educação fisica, e se ela dormisse, era pra mim acordar ela quando acabasse o filme, não demorou muito e percebi que tinha pegado no sono, confesso que veio um monte de maldade na minha cabeça, mas como um bom tio, deixei ela dormir no meu ombro,quando o filme acabou já era quase meia noite, chamei ela… e nada de acordar, então, tive a ideia de deixar ela dormir mais um pouco , fui até o armario e peguei um outro cobertor pra ela, quando tirei meu cobertor de cima dela, vi uma cena maravilhosa, seu vestido tava levantado sua calcinha era branca e quase tranparente, o volume embaixo dela era grande… fiquei trêmulo, que coisa mais linda, meu pau queria sair pra fora… fiquei olhando sem saber o que fazer… tentei resistir, chamei ela mais uma vez, beijei suas bochexas, dei um selinho na sua boquinha e nada dela acordar…então resolvi arriscar um pouco mais, encostei minha mão sobre sua bucetinha, estava quente, macia, eu não estava me aguentando de tanto tezão, sobi mais um pouco o vestido dela e puxei um pouco a calcinha pra baixo, sempre olhando se ela não acordava… sua bucetinha branquinha e poucos pelinhos nunca depilados loirinhos me deixava louco de desejo, tomei coragem e puxei o resto da calcinha, que cema maravilhosa, bucetinha linda, labios carnudos e rosados e o grelinho saindo pra fora, meu coração estava acelerado, meu pau parecia uma rocha, abri suas perna bem devavar, lambi seu grelinho com carinho, vasculhei sua bucetinha toda com a lingua, enquanto batia uma, gozei no chão mesmo , olhando minha deusa, vesti de volta sua calcinha com muito cuidado, cobri ela de volta, deidei do lado dela, apaguei a luz e dormi… continua…"evangélica, nunca me viu com repulsa ou algo do tipo.